elektronik sigara e sigara - Royal honey

Mensagem de final de ano da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia

Mensagem da ABEP – Associação Brasileira de Ensino de Psicologia

 

Como acontece em muitos rituais de passagem, o final do ano pede-nos balanços do ano que se despede e desejos para o novo que se aproxima.

Neste ano de 2017, assistimos à derrubada de Direitos Humanos fundamentais – precarização das condições de Trabalho, flexibilização do conceito de trabalho escravo, enfraquecimento dos sistemas públicos de Saúde, Educação, Seguridade Social, desinvestimento em Ciência e Tecnologia, entre outras perdas.

No campo da Saúde, da Educação, da Formação Superior, deparamo-nos com o desmonte das conquistas da luta Antimanicomial, com o avanço do nefasto projeto Escola sem Partido, com a ampliação das políticas de formação a distância nos cursos de graduação, com o desinvestimento no ensino superior público – em nível federal e estadual, – com os ataques jurídico-policiais às universidades públicas federais, com as demissões em massa nas universidades privadas.

Foi, sem dúvida, um ano difícil para a cidadania brasileira, mas não vivido sem indignação e luta. Estivemos presentes nas lutas por direitos, no processo de construção das Diretrizes Curriculares para a área da Saúde – no enfrentamento à graduação a distância. E, em conjunto com o Conselho Federal de Psicologia e a Federação Nacional dos Psicólogos, disparamos o processo nacional de discussões para a revisão das Diretrizes Curriculares de Psicologia, que ocupará todo o primeiro semestre de 2018.

Para o ano que se aproxima, a ABEP expressa seus mais sinceros e comprometidos votos de que estejamos, como categoria profissional, como atores da Formação, como cidadãs e cidadãos, unidas/os na luta pela garantia dos direitos fundamentais, pela construção de um país mais justo, mais fraterno, mais humano.

Que nos lembremos das belas palavras cantadas por Mercedes Sosa:

Cantando al sol,

Como la cigarra,

Después de um año

Bajo la tierra.

Igual que sobreviviente

Que vuelve de la guerra…

Tantas veces te mataron,

Tantas resucitarás.

 

Associação Brasileira de Ensino de Psicologia

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.